Quem não ficou chocado com a Teoria Quântica, não a entendeu - Niels Bohr



As empresas estão buscando soluções e mudanças profundas no relacionamento com as pessoas que dela fazem parte - o capital humano, intelectual e criativo. O resultado são corporações mais produtivas na medida em que os funcionários colocam a energia da criatividade e do prazer naquilo que fazem.

Desenvolvidos e aplicados por Anna Sharp, os cursos e palestras empresariais provocam reflexões individuais e coletivas, incentivando processos de mudança pessoal e profissional.


Para tanto, trabalhamos três aspectos importantes:


  • Esforço para compreender as diferenças
  • Responsabilidade em aprender com os próprios erros
  • Atenção para se libertar do automatismo

Principais Clientes - Clique e confira



Cursos - Clique para conhecer

  • Eneagrama das competências


  • Visão 360º



Palestras - Clique e contrate!

As palestras empresariais provocam reflexões individuais e coletivas, incentivando processos de mudança pessoal e profissional. Desenvolvidas para atingirem um grande número de pessoas, o investimento ‘per capta’ torna-se bastante acessível, com excelente custo/benefício para a empresa.


Clique para ver o conteúdo das palestras

  • O lucro como resultado da ética emocional


  • A gestão das emoções e a qualidade de vida


  • O papel do homem para o êxito da ética


  • A empresa na era do ser

Curso Eneagrama das Competências



Entre a personalidade e o ser


Público alvo:

Executivos, profissionais liberais e funcionários de todos os níveis hierárquicos.



Duração:

16 seções de 4 horas, ou 8 seções de 8 horas, ou 4 finais de semana (total 64 horas).



Objetivos:

O Eneagrama é um estudo milenar trazido do Oriente no início do século passado pelo matemático e filósofo russo G. Gurjdieff. Analisando e classificando o ser humano em 9 arquétipos de personalidade, é atualmente considerado ferramenta indispensável às empresas bem sucedidas do novo milênio.



O estudo detalhado dos egos (geradores de produtividade, eficiência e prazer) favorece a auto-aceitação, o conhecimento das limitações, das fragilidades, das forças e das competências pessoais, facilitando a formação a formação de uma equipe bem estruturada e completa em si mesma além de possibilitar uma leitura realista e focada das necessidades do cliente.



Resultados:

Formação de equipes com o aproveitamento da diversidade de potenciais. Aceitação do outro em suas diferenças, através de transparência nas relações. Melhoria da performance da equipe. Descoberta das competências individuais.






  • Anna Sharp