Para alcançarmos os nossos objetivos, precisamos de três requisitos básicos: atenção, esforço e responsabilidade.


Ônibus com fisioterapia vai à áreas pobres.

Postado em 20 fevereiro, 2014 5:55 pm

GRACIAS FRANCESCHINI

Ônibus com fisioterapia vai até as áreas pobres tirar a dor das pessoas.

A fisioterapeuta, Maria de lãs Gracias Franceschini, está realizando um sonho, o de tirar as dores de pessoas pobres, ela leva o serviço até os pacientes.

Antes de realizar o sonho, Maria de lãs Gracias trabalhava em um consultório particular, porém sonhava mesmo era com um trabalho voluntário que não a prendesse em um lugar fixo.

Em 2007, depois que se formou na faculdade de fisioterapia, ela vendeu um carro, um terreno e junto 150 mil reais para comprar e adaptar um ônibus.

Os bancos foram retirados e entraram macas, bolas terapêuticas e outros equipamentos de reabilitação. Surgia o “Fisioterapia Itinerante”, uma clínica ambulante que oferece tratamento a moradores de bairros pobres da Zona Sul.

No início Maria fazia a fisioterapia nos pacientes e dirigia o ônibus. Depois contratou um motorista. Hoje, outros quatro profissionais atuam ao seu lado no projeto. São cerca de 35 atendimentos ao dia, foram cerca de 40.000 em seis anos.

Nesse período, acumulou casos como o do jovem que sofreu um AVC há cinco anos e só era capaz de abrir o olho. Hoje, ele já consegue sentar.
Como não tem patrocinadores, a fisioterapeuta pede uma colaboração de 18 reais por pessoa para ajudar a bancar os 5 mil reais de custos mensais. O que não inviabiliza a sessão gratuita para quem não tiver condições.

Para se manter, ela atende clientes particulares em domicílio, cobrando até 200 reais.

Fonte da foto interna: Só Notícia Boa


Veja mais sobre o que acontece de bom no Brasil e no mundo

Rolezinho do bem limpa rio em SP.


faxina

Rolezinho do bem faz faxina em rio poluído de SP . Veja um jeito de...

Salvando Vidas Gota a Gota! Faça a sua parte!


DOAÇÃO DE SANGUE

Doação de sangue: Flamengo, Fluminense, Vasco e Botafogo em prol do Hemorio Publicado em fevereiro...


  • Anna Sharp